Cibele Barbosa – Fundaj | professora de história

Imaginário colonial e racismo nas primeiras décadas da República no Brasil

A presente linha de pesquisa se insere no programa Educação e relações étnico-raciais da Fundação Joaquim Nabuco e tem como objetivo contribuir para os estudos voltados à história do racismo brasileiro. Busca-se analisar a questão racial no Brasil nas primeiras décadas do período republicano a partir das representações sobre o negro em produtos culturais de grande circulação na época. Com base nos acervos da Fundação Joaquim Nabuco e da Biblioteca Nacional, bem como em outras instituições detentoras de acervos, documentos iconográficos e artigos de jornais e revistas, pretende-se fazer uma análise das representações do racismo fenotípico a partir da reapropriação e difusão, sob diferentes meios de expressão, das teorias raciais  e do imaginário colonialista em vigor naquele período .